PROFESSOR
ESSIO

- Partido Democrático Trabalhista - NÓS TEMOS HISTÓRIA

Os problemas da cidade

 

As cidades estão se preparando para escolher os seus governantes. Estamos no momento mais adequado para elencarmos quais são os problemas a serem resolvidos nos próximos quatro anos. E, ao mesmo tempo, verificando quais propostas estão sendo apresentadas por aqueles que se propõe candidatar-se.

Em Mairiporã, como na maioria das cidades brasileiras, problemas não faltam. A começar pelas deficiências do atendimento no Hospital e da Saúde. Com orçamento de mais de 33 milhões, a Saúde está sendo apontada como o maior problema da cidade. O atendimento no hospital, a falta de uma UTI e a falta de médicos são as principais reclamações. Em seguida vem à falta de Segurança, a pessoas reclamam do Transporte Público pela falta de linhas de ônibus e, nas atuais, dos seus poucos horários. Em muitos lugares reclamam da fata de manutenção das ruas e das estradas. Muitas ainda não foram asfaltadas apesar do atual governo ter realizado diversas obras de calçamento. O transito engarrafado da cidade necessita de medidas urgentes, apontam os moradores. 

A falta de vagas em creches é a maior reivindicação no setor da Educação. Há, ainda, problemas a serem equacionados na qualidade do ensino fundamental, poisse constata que nem todos os alunos que concluem o 5º ano na rede municipal dominam adequadamente a escrita, a leitura e as quatro operações matemáticas básicas.  O IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – calculado com base no desempenho dos alunos apresenta, em nossa região, o município de Caieiras com o melhor índice atingindo 5,9%, seguido de Atibaia com 5,6%, enquanto Mairiporã chegou a 5,4%, próximo apenas da média nacional de 5,3%. No entanto o orçamento da Educação em 2012 ultrapassa 44 milhões de reais (29,6% do total orçamentário) indicando que apesar dos altos investimentos os problemas essenciais como vagas em creches para atender crianças de 0 a 3 anos e melhor qualidade no ensino fundamental, direito básico do aluno, ainda estão para serem resolvidos.

A falta de alternativas de lazer, de investimentos no esporte e uma política pública voltada para os jovens com cultura, esporte e lazer são apontadas pelos moradores como problemas que esperam soluções. E, ainda, diversos bairros aguardam há muito tempo água encanada, esgoto coletado e tratado.

Esses e outros temas foram tratados num pequeno encontro entre moradores da cidade, representantes do Partido da República e do Partido Verde, no último sábado [2], com a finalidade de fundamentar propostas para um plano de governo e propostas para mandato à Câmara de Vereadores.

Desse encontro ficou a certeza que nossa gente sabe apontar as necessidades de suas ruas, dos seus bairros e da nossa cidade. Sabem expor problemas locais e reivindicam políticas públicas para atender a coletividade. Sabem que seus problemas tem solução. É preciso saber respeitar o direito da participação dos moradores nas decisões que afetam a qualidade de vida de nossa gente.

O próximo prefeito de Mairiporã será aquele que melhor demonstrar ser capaz de trabalhar para resolver esses e outros problemas que se acumulam em nossa cidade.

 

 

PROFESSOR ESSIO MINOZZI JUNIOR
Pós-graduado em Gestão Educacional - UNICAMP
Pós Graduado em Gestão Publica – FUNDAP

Autor: Professor Essio Minozzi Junior

Professor Essio Minozzi Junior

PROFESSOR ESSIO
Vereador - PDT

Gabinete
Câmara Municipal de Mairiporã
Alameda Tibiriçá, nº 340 - Vila Nova
Mairiporã/SP - CEP.: 07600-000
Contato:
Gabinete: (11) 4604-0800 - ramal 221
ESTAMOS REALIZANDO A MANUTENÇÃO DO SITE
alguns links poderão não funcionar