PROFESSOR
ESSIO

- Partido Democrático Trabalhista - NÓS TEMOS HISTÓRIA

SABESP: Presente, passado e futuro

Os serviços de água e esgoto tratados são de responsabilidade municipal. Enquanto o STJ não decidir o contrário o Executivo Municipal pode e deve fazer concessão pública através de licitação. Nos anos 1970 firmou-se contrato com a SABESP por trinta anos.  O tempo passou, o contrato venceu e a cobertura de abastecimento de água e de coleta do esgoto sanitário apresentam resultados muito ruins. Apenas 75% das residências são atendidas com água tratada e 38% com esgoto sanitário enquanto no Estado de SP a Fundação Seade indica cobertura de 97,91% e 89,75%, respectivamente.

 A SABESP se justifica através do seu site que “o município é abastecido por poços e três estações de tratamento de água - Mairiporã, Juqueri (sic) e Terra Preta - com capacidade total de 211 litros por segundo. O esgoto é processado na estação de tratamento Mairiporã com capacidade de 45,2 litros por segundo. Também será tratado na futura Estação de Tratamento de Esgotos Terra Preta (32 litros por segundo). O sistema de esgotamento sanitário permitirá a preservação do Rio Juqueri e Jundiaí” .Conta simples! Hoje apenas 21,4% da água tratada chega à Estação de Tratamento. Esse é o comprometimento da SABESP com Mairiporã e sua área de proteção de mananciais na bacia do Rio Juqueri. O restante do esgoto sanitário segue rumo às fossas sépticas a caminho do lençol freático ou corre a céu aberto seguindo o caminho das águas que, inevitavelmente, desemboca na represa Paiva Castro rumo ao tratamento na Estação Guaraú. Em Terra Preta com zero de coleta de esgoto a SABESP promete uma nova ETE. Com isso, ousa garantir “a preservação do Rio Juqueri e Jundiai”.  Na verdade água tratada [211 litros por segundo] versus esgoto tratado [45,2 + 32 litros por segundo] atingirá somente 36,6%. Muito abaixo ao índice estadual [89,75%]. E o restante do esgoto sanitário seguirá o caminho das águas contribuindo com a ‘preservação’ dos rios Juqueri e Jundiaí. Que beleza!

Repetindo o pedido de 2009, solicitei ao Executivo que se posicione a respeito com urgência, pois, como dizia minha vó, o tempo voa. Por óbvio o futuro é impactado pelas decisões do presente. 

 

 

 

PROFESSOR ESSIO MINOZZI JUNIOR
Pós-graduado em Gestão Educacional - UNICAMP
Pós Graduado em Gestão Publica – FUNDAP

 

 

Autor: Professor Essio Minozzi Junior

Professor Essio Minozzi Junior

PROFESSOR ESSIO
Vereador - PDT

Gabinete
Câmara Municipal de Mairiporã
Alameda Tibiriçá, nº 340 - Vila Nova
Mairiporã/SP - CEP.: 07600-000
Contato:
Gabinete: (11) 4604-0800 - ramal 221
ESTAMOS REALIZANDO A MANUTENÇÃO DO SITE
alguns links poderão não funcionar