PROFESSOR
ESSIO

- Partido Democrático Trabalhista - NÓS TEMOS HISTÓRIA

Sacode

A cidadania enraizada nas recentes manifestações do povo brasileiro faz tremer os alicerces do modus operandis dos processos decisórios de nossa recente democracia representativa. Não apenas pela forma como ocorreram, mas pelo conteúdo explicitado. Recusa-se aceitar menos do que seus direitos. Não se trata de um meneio, mas de um reacordar da dignidade soberana de uma nação. Um sacode à classe dirigente desse país que surpreendida ficou desnorteada, sem poder de reação.

Políticos, empresários e todos aqueles que se aproveitam dos fundos públicos de forma espúria que se cuidem. Renasce a consciência que a cidadania deve entrar em ação. O direito ao acesso a informações públicas além de possibilitar a fiscalização dos recursos pelo cidadão permite a análise da justeza das escolhas desses gastos e da qualidade oferecida pelas políticas públicas em curso.

As manifestações foram aceitas pela sociedade brasileira pela sua legitimidade política, mas repudiada pelo vandalismo, depredação do patrimônio público e privado, saques, violência desproporcional da polícia e pelo oportunismo dos extremistas de direita e esquerda.

A nação brasileira clama por justiça. Preço justo nas tarifas de ônibus mobilizou reivindicar, conscientemente ou não, o Estado de Bem Estar Social que desde o final dos anos 1980 vem sucumbindo às políticas públicas. Ao exigir eficiência na Saúde, na Segurança, na Educação, na Mobilidade Urbana deixa clara a opção para que os governantes gastem os impostos que pagamos prestando esses serviços essenciais com a qualidade adequada. Sem faz de conta.

Apartidário indicou, por óbvio, que os partidos políticos estão distantes dos anseios da cidadania comprometendo a representatividade dos políticos. Os eleitos para gerir a nação devem no mínimo repensar desengavetar a Reforma Política e começar dando voz e vez à participação popular no processo decisório dos rumos do país. Se o poder emana do povo vamos ouvi-lo.

Entretanto, os valores democráticos testados, até o momento, demonstram estarem consolidados. O direito a manifestação popular e a liberdade de expressão prevaleceram sobre a intolerância. Minha geração superou o regime de exceção, conviveu com a repressão. Daí o valor imensurável dado à liberdade. A democracia ainda é a melhor forma de governo.

O país do futebol, do carnaval e do jeitinho incorpora para o mundo a cidadania. Melhor, os manifestantes na maioria jovens, deram aula de democracia, amor a pátria e maturidade política para todos nós. Um sacode sem lideranças identificadas. Se prevalecer está criado um paradigma!

Enfim, cabe aos dirigentes a humildade de reconhecer a justeza das reivindicações conciliando e cedendo as exigências do clamor popular para o bem de todos os brasileiros.

Autor: Professor Essio Minozzi Junior

Professor Essio Minozzi Junior

PROFESSOR ESSIO
Vereador - PDT

Gabinete
Câmara Municipal de Mairiporã
Alameda Tibiriçá, nº 340 - Vila Nova
Mairiporã/SP - CEP.: 07600-000
Contato:
Gabinete: (11) 4604-0800 - ramal 221
ESTAMOS REALIZANDO A MANUTENÇÃO DO SITE
alguns links poderão não funcionar